Enquete:

Qual a sua opinão sobre o portal da Revista MIES?

Ótimo
Bom
Regular
Ruim
Fluke aposta no mercado brasileiro de Data Center
Por: EPR Comunic Corporativa - 14/12/2017

 

 Alinhada ao conceito de Indústria 4.0, companhia que consolidou-se como líder em tecnologia portátil de teste e medição eletrônica na área industrial, amplia oferta e leva sua expertise para o segmento de Data Center

  

Seguindo a tendência da indústria 4.0, no qual as empresas passam a investir mais em armazenamento de informações na nuvem, a Fluke, líder global em tecnologia portátil de teste e medição eletrônica, ampliou sua área de atuação e redirecionou esforços para atender também o mercado de brasileiro de Data Center.

De acordo com Poliana Lanari, Diretora Geral da Fluke, o segmento de Data Center tornou-se alvo da companhia por tratar-se de um mercado crescente no Brasil. “Uma economia nunca está em crise por completo. Por isso buscamos as oportunidades que existem e percebemos que o setor de Data Center vem crescendo, em função de todo o processo de digitalização das empresas”, ressalta. “É um momento favorável para focar neste segmento uma vez que temos soluções completas para a manutenção de Data Centers em todo o aspecto industrial. Trata-se de um segmento muito estratégico e, esse novo business, dará ainda mais sustentabilidade para os negócios da Fluke, onde já temos uma atuação consolidada nos mercados de Oil&Gas, Mineração, Utilities, entre outros.”, completa a executiva.

Mais de 50 ferramentas para a manutenção de Data Center

O Grupo Fortive, no qual a Fluke está inserida, já atua no mercado de Data Center por meio da divisão Fluke Networks, que fornece soluções de teste e monitoramento de rede. Com mais de 50 ferramentas para a manutenção de Data Centers, a Fluke chega para complementar o portfólio do Grupo, especialmente com equipamentos de Qualidade de Energia, Termografia, Análise de Baterias e Osciloscópios Portáteis.

As ferramentas da Fluke atuam em duas frentes dentro do Data Center: Com soluções de eficiência energética, já que hoje o consumo de energia elétrica representa 80% dos gastos de um Data Center; e na manutenção preditiva, com equipamentos voltados para antecipar possíveis falhas e resolver problemas técnicos.

Poliana ressalta que a tendência é que todas as empresas migrem seus dados para os Data Centers, pois nessas infraestruturas, suas informações ficam disponíveis na nuvem, com rápido acesso, além de estarem alinhados com as últimas tecnologias de armazenamento de dados em termos de servidores. “É um mercado em ascensão e com boas oportunidades de negócios. Por isso, temos uma grande expectativa de crescimento. De 2016 para 2017 já dobramos o faturamento dos produtos de Data Center e crescemos 10% nas vendas das quatro linhas de produtos. A entrada da Fluke na nova vertical aconteceu globalmente e o Brasil foi o país que mais desenvolveu este segmento em 2017. O sucesso da Fluke Brasil no segmento tornou-se, inclusive, caso de sucesso da corporação”, diz.

A Fluke faz parte do Grupo Fortive, spin-off da divisão industrial da holding Danaher, grupo americano com mais de 71 mil associados e um faturamento da ordem de US$ 26 bilhões. Criado a apenas um ano, a Fortive já nasceu como um conglomerado independente, de capital aberto, reunindo um grupo de empresas líderes em seus mercados que representam um faturamento global da ordem de US$ 6.2 bilhões. A Fluke, que recentemente inaugurou um novo escritório no Brasil,  conta no país com 96 distribuidores, mais de 500 produtos comercializados e 186 pontos de vendas.

Quer saber mais sobre a Fluke? Conheça a empresa aqui.